• 02 JAN 15
    • 0
    Projeto da Travessia EGNV avança na Fase de Preparação

    Projeto da Travessia EGNV avança na Fase de Preparação

    Na última terça-feira, 30 de dezembro de 2014, foram realizados novos testes para averiguação de autonomia máxima e consumo do Ford Ka Hatch SE 1.0 3 cilindros, que será utilizado durante a Travessia Bioceânica EGNV. O veículo percorreu 649,9 km entre as cidades de Salvador e Aracaju exclusivamente com GNV. A velocidade de cruzeiro estabelecida foi de 80 km/h e foram atingidos excelentes resultados em relação a eficiência energética e autonomia do carro com um consumo de 22,63 km/m³, apesar de alguns trechos urbanos de tráfego intenso ou engarrafados e do uso do ar-condicionado na capital sergipana.

    O reabastecimento, feito ao final do teste, no mesmo posto e bomba do abastecimento inicial, completou os cilindros com 28,72 m³ de gás. A um custo de R$ 1,995 por m³, a despesa total com o combustível foi de R$ 57,30, ou de R$ 0,088 por km, número menor do que a de qualquer modelo híbrido no mercado nacional, e que se aproxima muito do custo por km rodado de alguns modelos elétricos, com uma autonomia máxima estimada em 800 km para uso exclusivo em rodovia e condução direcionada para a máxima eficiência, o que seria um recorde para veículos homologados para o utilizar o GNV.

    Em Aracaju, o coordenador do projeto, Fabrizzio Cedraz, e a Diretora de Projetos do Instituto Surear, Fabiana Viana, apresentaram o projeto da Travessia Bioceânica EGNV à Diretora Técnica e Comercial e Representante GASPETRO na SERGAS, Gabriela D. Duarte, ao Gerente Comercial da SERGAS, Pablo Y. Y. Matsuo, ao Coordenador Comercial da SERGAS, André L. S. Moraes e ao Engenheiro Civil da SERGAS, John Kenedy Melo. O projeto foi acolhido com curiosidade e entusiasmo por todos os participantes, merecendo destaque os dados de instalação, consumo e eficiência colhidos até o momento e os desdobramentos do projeto.

    Saiba mais no site surear.org/egnv

    Leave a reply →

Leave a reply

Cancel reply